top of page

Maíra 

Oliveira

Rio de Janeiro – RJ – Brasil

Foto Maira Oliveira 2022.jpeg

Longas metragens

Foi roteirista colaboradora dos filmes: "Verão" e "Primavera", ambas adaptações do livro "Um ano inesquecível" de Talita Rebouças e Bruna Viera, produzido pela Panorâmica para Amazon; "Papai é Pop", adaptação do livro homônimo de Marcos Piangers, produzido pela Pródigo; e “Ricos de Amor 2”, produzido pela Ananã.

É roteirista do longa “Carolina”, adaptação do livro “Quarto de Despejo” de Carolina Maria de Jesus, produzido pela Raccord e “Guitar Girl” produzido pela Ananã, ambos em desenvolvimento e co-produções da Globo Filmes.

Séries

Assina o argumento da série “A Magia de Aruna” (fantasia) para Disney+, com produção da Formata, onde foi também chefe de sala. Autora Roteirista da primeira etapa de desenvolvimento da série Marielle (drama-biográfico) da Globo; "Mila no Multiverso" (sci-fi) produzida pela Boutique para Disney+; além de ser criadora de uma série (drama histórico) em desenvolvimento junto à Pródigo para streaming, tem ainda experiência no desenvolvimento de projetos para Migdal, A Fábrica, AfroReggae Audiovisual, Conspiração, O2 entre outras.

Foi parte da equipe de roteiro que desenvolveu e roteirizou o programa "Quintal TV" (infantil) para canal Futura, produzido pela Delicatessen; o documentário seriado para CBF “Seleção de Estrelas”, em parceria com a plataforma Kwai, produzido pela Maré Alta. 

 

Prêmios

Com o curta-metragem de ficção, "Encruza", 11', que roteirizou e dirigiu, foi selecionada para 12o Encontro de Cinema Negro Zózimo Bubul entre outros festivais nacionais e internacionais, tendo sido premiado como melhor filme pelo júri popular do Festival Afronte!(2021).

 

Outros

Foi júri, mentora e/ou orientadora dos prêmios, laboratórios e festivais de roteiro: Cabíria, Rota, Serie Lab, Usina do Drama, Fade to Black, Laboratórios Griot, Novos Talentos (Gullane), Curitiba Lab, Panlab, Segundo Ato (Netflix), Flup/Globo entre outros. Foi curadora do BrPlot (2021). Atuou como parecerista de editais da prefeitura do Rio de Janeiro e São Paulo de Teatro e Audiovisual. 

Ministrou aulas de roteiro pela Roteiraria e FAAP com foco em suas pesquisas  a cerca das narrativas decoloniais.

É autora do espetáculo de teatro "Yabá: Mulheres Negras" com direção de Luiza Loroza e Rodrigo França e também do espetáculo "Duas Fridas" com direção de Gizelly de Paula Orientação: Ana Kfouri.

É autora dos livros “Mari, a sementinha” (Ed. Nandyala, 2018), “Vértice: Escritas Negras” (Ed. Malê, 2018), “Favela em Mim” (Oriki Ed., 2019), Narrativas Negras" (Ed Voo, 2020), "Respirar: a emergência é essa" (Solo, 2020) e “Que saudade da minha vó!” (Oriki Ed., 2020).

Atualmente é presidente da diretoria da ABRA (Ass. Brasileira de Roteiristas e Autores - gestão 2021/2022).

Formação

Formada em Química pelo Instituto Federal Fluminense e em Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. E vem participando de diversos cursos de roteiro e dramaturgia com Rodrigo França, Sabrina Fidalgo, Luis A Pilar, Pedro Reinato, Emilio Domingos entre outros e em instituições como Centro AfroCarioca de Cinema Negro, Roteiraria Escola e FLUP/TV Globo.

bottom of page