Juliana
Colares

Recife e Rio de Janeiro – Brasil

JC mar 2022 PB_edited.jpg

Séries

É a criadora da série de ficção de drama / horror Mangue Sujo, selecionada para o 19º Curso de Desarrollo de Proyectos Audiovisuales Iberoamericanos, residência de roteiro de seis semanas promovida pelo programa Ibermedia, em Madri, em 2021. Na ocasião, contou com as consultorias dos roteiristas espanhóis David Muñoz e Cristina Pons. 

Foi roteirista na Conspiração Filmes, onde trabalhou na sala da série de ficção “DOM” para a Amazon, na série documental “Mulheres na Luta” para o GNT / Canal Combate, e na 4ª temporada do Bela Cozinha para o GNT.

Na Giros foi roteirista das séries documentais “Imortais da Academia” e “Latitude, Longitude” ambos para o Canal Curta!.

Desenvolveu e roteirizou a série de não-ficção “Happy Hour com Mariana Ximenes” para a D+ e GNT / Globoplay e desenvolveu a série de ficção “As próximas horas serão definitivas” para a Pequena Central. Também trabalhou como roteirista na série “X9” (Kinofilmes / TNT) e em uma série de comédia com viagem no tempo, para a Fábrica.

Mais recentemente foi selecionada entre diversos roteiristas para escrever o episódio de uma série de grande sucesso para uma plataforma de streaming.

Longa-metragem

Assina roteiro, pesquisa e colaboração na montagem do longa documental "Por Onde Anda Makunaíma?", premiado com o candango de Melhor Filme do Festival de Brasília 2020 e com o prêmio de Melhor Filme Documentário do 25º Inffinito Brazilian Film Festival, em Miami. O longa também foi selecionado para a mostra competitiva do Festival Internacional de Cine de la Habana 2021.

Prêmios

Além dos prêmios citados acima, foi 3º lugar no concurso de roteiros do Frapa 2020, categoria piloto de série e 2º melhor pitching do júri oficial do III ROTA Festival de Roteiro Audiovisual, em 2019.

Como jornalista recebeu dois dos mais prestigiados prêmios do jornalismo brasileiro, o Esso e o Embratel.

 

Projetos autorais

Cria e desenvolve projetos autorais - para mais informações, consulte a agência.

 

Outros

Foi uma das roteiristas  da série “Meu corpo não é seu”, sobre violência contra a mulher, para canal do Youtube de mesmo nome

 

Formação

Jornalista, atuou por 10 anos nas áreas de política, polícia, justiça, saúde, educação, urbanismo e direitos humanos. Atualmente é roteirista de ficção, documental, entretenimento e institucional.

Fez a formação de roteiros na AIC, o Workshop Criação para roteiro audiovisual com Miguel Machalski (Instituto B_arco), Masterclass sobre séries de TV, Roteiro de Piloto, Roteiro Adaptado e o curso avançado de escrita de cena com David F. Mendes, além do curso de roteiro para animação infantil, com Gabriella Mancini e Estruturas narrativas para longas-metragens, com Alice Name-Bomtempo e Vitor Medeiros (2020).